O COMBATE A TRANSFOBIA NA AGENDA DE POLÍTICAS PÚBLICAS DE SEGURANÇA NO BRASIL: cenário atual e desafios

José Welhinjton Cavalcante Rodrigues, Bruno Rafael Silva Nogueira Barbosa, Laionel Vieira da Siva

Resumo


A segurança de travestis e transexuais está em risco no Brasil, país esse que mais mata esse grupo vulnerável no mundo. Assim, o objetivo do presente trabalho é analisar os desafios que se apresentam hoje para a inserção do combate a transfobia na agenda do governo brasileiro. Utilizando do raciocínio dedutivo, do tipo de pesquisa qualitativa, da abordagem documental conjugada da revisão bibliográfica, observou-se que o Movimento LGBT no Brasil tem influenciado a elaboração de políticas públicas de segurança para trans nas últimas décadas, porém ainda de maneira bastante insuficiente. O resultado disso é a negação de direitos humanos as pessoas trans e o consequente genocídio que esse grupo sofre.


Palavras-chave


Travesti; Linchamento; Transfobia.

Texto completo:

PDF

Referências


ANTRA. Mapa dos assassinatos de Travestis e Transexuais no Brasil em 2017 e 2018. Disponível em: https://antrabrasil.files.wordpress.com/2018/02/relatc3b3rio-mapa-dos-assassinatos-2017-antra.pdf. Acesso em: 31 jan. 2019.

BENTO, Berenice. Na escola se aprende que a diferença faz a diferença. Estudos Feministas, v. 19, n. 2, p. 549-559, 2011.

BOBBIO, Norberto. A Era dos Direitos. Tradução de Carlos Nelson Coutinho. Rio de Janeiro: Campus, 1992.

CHIZZOTTI, Antonio. Pesquisa Qualitativa em Ciências Humanas e Sociais. Rio de Janeiro: Vozes, 2013.

EVANS, Peter; RUESCHEMEYER, D.; SKOCPOL, Theda. Bringing the State Back In. Cambridge: Cambridge University Press., 1985.

FACCHINI, Regina. Sopa de letrinhas? Movimento homossexual e produção de identidades coletivas nos anos 90. Rio de Janeiro: Garamond, 2005.

GRUPO GAY DA BAHIA. Pessoas LGBT Mortas no Brasil: relatório 2017. Disponível em: https://homofobiamata.files.wordpress.com/2017/12/relatorio-2081.pdf. Acesso em: 29 jan. 2019.

IBGE. Expectativa de vida do brasileiro sobe para 75,8 anos. 2017. Disponível em: https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-noticias/2012-agencia-de-noticias/noticias

/18469-expectativa-de-vida-do-brasileiro-sobe-para-75-8-anos. Acesso em: 31 jan. 2019.

JESUS, Jaqueline Gomes de. Transfobia e crimes de ódio: Assassinatos de pessoas transgênero como genocídio. História Agora, v. 16, n. 2, p. 101-123, 2013.

LYNN, L. E. Designing Public Policy: A Casebook on the Role of Policy Analysis. Santa Monica: Goodyear, 1980.

MEAD, L. M. Public Policy: Vision, Potential, Limits, Policy Currents, 1995.

MORAES, Fabio Trevisan. Direito fundamental à segurança pública e políticas públicas. 2010. Disponível em: http://www.dominiopublico.gov.br/download/teste/arqs/cp146905.pdf . Acesso em 29 jan. 2019.

NÚCLEO INTERAMERICANO DE DIREITOS HUMANOS. O Legislativo Brasileiro e os Direitos das Pessoas Lésbicas, Gays, Bissexuais, Trans e Intersexo no Brasil. Disponível: https://nidh.com.br/relatorio-da-clinica-idh-ufrj-para-comissao-interamericana-direitos-lgbti/. Acesso em: 29 jan. 2019.

OLIVEIRA, Megg Rayara Gomes de. Prefácio. In: OLIVEIRA, Antonio Deusivam de; PINTO, Cristiano Rosalino Braule (Orgs.). Transpolitícas Públicas. Campinas: Papel Social, 2017.

PEREIRA, Cleyton Feitosa; SANTOS, Gustavo Gomes da Costa. Políticas de Segurança Pública e Direitos Humanos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais: da reivindicação à implementação. ARACÊ – Direitos Humanos em Revista, ano 2, n. 3, set. 2015.

PEREIRA, Cleyton Feitosa. Notas sobre a Trajetória das Políticas Públicas de Direitos Humanos LGBT no Brasil. RIDH, v. 4, n. 1, p. 115-137, jan./jun. 2016.

PETERS, B. G. American Public Policy. Chatham: Chatham House, 1986.

RABENHORST, Eduardo Ramalho. O que são Direitos Humanos?. 2014. Disponível em: http://www.cchla.ufpb.br/redhbrasil/wp-content/uploads/2014/04/O-QUE-S%C3%83O-DIREITOS-HUMANOS.pdf. Acesso em: 31 jan. 2019.

RODRIGUES, José Welhinjton Cavalcante. A Difícil Tarefa de Consolidação dos Direitos Humanos diante da Problemática do Linchamento na Redemocratização do Brasil. Revista Direitos Humanos e Democracia, ano 5, n. 10, jul.-dez. 2017. Disponível em: https://www.revistas.unijui.edu.br/index.php/direitoshumanosedemocracia/article/view/6121. Acesso em: 28 jan. 2019.

SILVA, José Afonso. Curso de Direito Constitucional Positivo. 27. Ed. São Paulo: Malheiros, 2006.

SOUZA, Celina. Políticas Públicas: uma revisão da literatura. Sociologias, Porto Alegre, ano 8, nº 16, jul/dez 2006, p. 20-45.

TRANGENDER EUROPE. IDAHOT 2016 – Trans Murdes Monitoring Update. 2016. Disponível em: http://transrespect.org/en/idahot-2016-tmm-update/. Acesso em: 31 jan. 2019.

VÁZQUEZ, Daniel; DELAPLACE, Domitille. Políticas Públicas na Perspectiva de Direitos Humanos: um campo em construção. Revista Internacional de Direitos Humanos, ed. 14, jan. 2011. Disponível em: http://sur.conectas.org/politicas-publicas-na-perspectiva-de-direitos-humanos/. Acesso em: 28 jan. 2019.




DOI: https://doi.org/10.21783/rei.v7i3.490

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2021 José Welhinjton Cavalcante Rodrigues, Bruno Rafael Silva Nogueira Barbosa, Laionel Vieira da Siva

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

                                                                                                                     

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia