A VIABILIDADE CONSTITUCIONAL DA ADOÇÃO DO PARLAMENTARISMO NO BRASIL: O PERENE DILEMA INSTITUCIONAL BRASILEIRO EM SEUS ASPECTOS HISTÓRICOS, JURÍDICOS E POLÍTICOS

Leonardo Simchen Trevisan, José Alcebíades de Oliveira Junior

Resumo


O presente estudo trata da viabilidade de uma mudança no sistema de governo no quadro da vigente Constituição da República Federativa do Brasil. Levando em consideração aspectos históricos, jurídicos e políticos, ele busca resgatar o pensamento de autores clássicos da teoria constitucional brasileira acerca do melhor sistema de governo para o país, se o presidencialismo ou o parlamentarismo, e contextualizá-lo na presente conjuntura, expondo um juízo afirmativo a respeito da possibilidade de uma alteração que, por obra do poder constituinte derivado, promova a substituição do atual regime de governo. Sustenta, da mesma forma, que a superação do presidencialismo, modelo institucional anacrônico, rígido e esgotado, e a concomitante adoção do parlamentarismo, sistema muito mais agregador e dinâmico, além de possível juridicamente, é igualmente oportuna do ponto de vista político-institucional. Sua implantação no Brasil poderia, nesse sentido, ser vista como um imperativo de racionalidade das instituições, contribuindo decisivamente para a superação do atual quadro de instabilidade e crise política, de modo a propiciar a consolidação e o aprofundamento da jovem democracia brasileira.

Palavras-chave: crise política - parlamentarismo – presidencialismo.


Texto completo:

PDF

Referências


ARISTÓTELES. Ética a Nicômaco. Tradução de Edson Bini. 2. ed. Bauru: EDIPRO, 2007.

ALVES FILHO, F. Rodrigues. O Que É Parlamentarismo: Doutrina e Prática no Mundo. São Paulo: Obelisco, 1961.

AZEVEDO, Fay de. Democracia e Parlamentarismo. Porto Alegre: Centro da Boa Imprensa do Rio Grande do Sul, 1934.

BARBI, Celso Agrícola. Do Mandado de Segurança. 12. ed. Rio de Janeiro: Forense, 2009.

BARBOSA, Rui. Osvaldo Cruz. Rio de Janeiro: Fundação Casa de Rui Barbosa, 1999.

BARCELLOS, Ana Paula de. Ana Paula de Barcellos - Sistema de Governo como Cláusula Pétrea, 12 fev. 2020. Vídeo em meio eletrônico (8min57s), son., color. Disponível em: . Acesso em: 10 set. 2020.

BONAVIDES, Paulo. Curso de Direito Constitucional. 23. ed. São Paulo: Malheiros, 2008.

BRASIL. Constituição. Constituição da República Federativa do Brasil (1988).

CARVALHO, José Murilo de. A Formação das Almas: o Imaginário da República no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.

CONSTANT, Benjamin. Curso de Política Constitucional. Tomo I. Traducción de D. Marcial Antonio Lopez. Madrid: Imprenta de la Compañía, 1820.

DIAMOND, Larry; LINZ, Juan J. Introduction: Politics, Society, and Democracy in Latin America. in: DIAMOND, Larry; LINZ, Juan J.; LIPSET, Seymour Martin. Democracy in Developing Countries: Vol. 4, Latin America. Boulder: Lynne Rienner; London: Adamantine, 1989.

HESSE, Konrad. Elementos de Direito Constitucional da República Federal da Alemanha. Tradução de Luís Afonso Heck. Porto Alegre: Sergio Antonio Fabris, 1998.

HORTA, Raul Machado. Direito Constitucional. 5. ed. Belo Horizonte: Del Rey, 2010.

KELSEN, Hans. Von Wesen und Wert der Demokratie (2. Auflage 1929). in: Idem. Verteidigung der Demokratie. hrsg. von Matthias Jestaedt und Oliver Lepsius. Tübingen: Mohr Siebeck, 2006.

LAMOUNIER, Bolívar. E no Entanto se Move: Formação e Evolução do Estado Democrático no Brasil, 1930-94. in: LAMOUNIER, Bolívar; CARNEIRO, Dionísio Dias; ABREU, Marcelo de Paiva (org.). 50 Anos de Brasil, 50 Anos de Fundação Getulio Vargas. Rio de Janeiro: Fundação Getulio Vargas, 1994.

LAMOUNIER, Bolívar. O Modelo Institucional dos Anos 30 e a Presente Crise Brasileira. in: Estudos Avançados, v. 6, n. 14, 1992.

LAMOUNIER, Bolívar. Parlamentarismo ou Atenuação do Presidencialismo: Notas sobre o Debate Brasileiro Recente. in: Revista do Instituto de Estudos Brasileiros, n. 32, 1991.

LINZ, Juan J.; STEPAN, Alfred. Problems of Democratic Transition and Consolidation: Southern Europe, South America, and Post-Communist Europe. Baltimore; London: Johns Hopkins University, 1996.

MIRKINE-GUETZÉVITCH, B. As Novas Tendências do Direito Constitucional. Tradução de Candido Motta Filho. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1933.

MONTESQUIEU, Baron de. O Espírito das Leis: As Formas de Governo, a Federação, a Divisão dos Poderes. Tradução de Pedro Vieira Mota. 8. ed. São Paulo: Saraiva, 2004.

PESSOA, Fernando. Mensagem. Porto Alegre: L&PM, 2010.

PILLA, Raul. Catecismo Parlamentarista. Porto Alegre: Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, 1992.

REALE, Miguel. Parlamentarismo Brasileiro. São Paulo: Saraiva, 1962.

SILVA, José Afonso da. Curso de Direito Constitucional Positivo. 32. ed. São Paulo: Malheiros, 2009.

TORRES, João Camillo de Oliveira. Cartilha do Parlamentarismo. Belo Horizonte: Itatiaia, 1962.




DOI: https://doi.org/10.21783/rei.v7i3.624

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2021 Leonardo Simchen Trevisan, José Alcebíades de Oliveira Junior

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

                                                                                                                     

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia