ENTRE A SUPERLEGALIDADE E A TEOLOGIA POLÍTICA: consequências da atuação das instituições religiosas no Programa Nacional de prevenção primária à corrupção no Brasil e nas “10 medidas de combate à corrupção”

Marcio Ricardo Staffen

Resumo


A presente pesquisa objetiva abordar desde os postulados de Carl Schmitt -  especialmente nas noções de teologia política e superlegalidade -, o contexto de atuação das instituições religiosas no combate à corrupção no Brasil que se comportam como bastião de autoridade e idoneidade incorruptível para erradicar com o inimigo moral da corrupção, influenciando diretamente na atividade legislativa nacional. Para tanto, a pesquisa aborda os aspectos teóricos dos conceitos de teologia política e superlegalidade para, projetá-los no cenário brasileiro de combate à corrupção desde propostas legislativas em curso na Câmara dos Deputados. Em que pese a destinação da teoria schmittiana para o cristianismo católico, a ideia de teologia política se mostra útil para a análise da realidade de emergência de igrejas neopentecostais na política do Brasil. Igual intensidade possui o postulado de superlegalidade, ao reforçar a condição de legitimidade que norteia a legalidade no seio dos Estados. Como método de pesquisa, utiliza-se do modelo dedutivo apoiado pela técnica de pesquisa bibliográfica e de consulta de informações primárias.

Palavras-chave


Carl Schmitt; Teologia política; Superlegalidade; Religião; Corrupção; Brasil.

Texto completo:

PDF

Referências


AMES, José Luiz. Religião e política no pensamento de Maquiavel. Kriterion, v. 47, n. 113, p. 51-72, jun. 2006 . Disponível em: . Acesso em 28 jan. 2020.

DEZ MEDIDAS. Disponível em http://www.dezmedidas.mpf.mp.br/campanha/apoiadores/apoiadores/Lista-de-Apoiamento-por-Categoria.pdf. Acesso em 10 jul. 2019.

FALK, Richard. Law in an emerging global village. A post-Vestfálian perspective. Ardsley: Transnational Publishers, 1998.

GIELOW, Igor. Maioria reprova conduta de Moro, mas vê como justa prisão de Lula, diz Datafolha. Jornal Folha de São Paulo. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/poder/2019/07/maioria-reprova-conduta-de-moro-mas-ve-como-justa-prisao-de-lula-diz-datafolha.shtml. Acesso em 10 jul.2019.

MACHADO, Jónatas. Estado constitucional e neutralidade religiosa: entre o teísmo e o (neo)ateísmo. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2013.

MACHIAVELLI, Niccolò. Discorsi sopra la prima deca di Tito Livio. In: MARTELLI, Mario (Ed.). Tutte le Opere. Firenze: Sansoni, 1992.

MACHIAVELLI, Niccolò. Discorsi sopra la prima deca di Tito Livio. I.

OLIVON, Beatriz. Para brasileiros, burocracia aumenta preços e corrupção. Revista Exame. Disponível em https://exame.abril.com.br/economia/para-brasileiros-burocracia-aumenta-precos-e-corrupcao/. Acesso em 10 maio. 2019.

NOVAES, Luana. Igrejas são convidadas a influenciar sociedade no combate à corrupção. Guiame.com.br. Disponível em: https://guiame.com.br/gospel/noticias/igrejas-sao-convidadas-influenciar-sociedade-no-combate-corrupcao.html. Acesso em 04 jul. 2019.

PROGRAMA NACIONAL DE PREVENÇÃO PRIMÁRIA À CORRUPÇÃO. Disponível em: http://plataformamaisbrasil.gov.br/noticias/programa-nacional-de-prevencao-primaria-a-corrupcao. Acesso em 01 jul. 2019.

RUIZ MIGUEL, Carlos. Carl Schmitt: teoria política y catolicismo. In: NEGRO PAVÓN, Dalmacio. Estudios sobre Carl Schmitt. Madrid: Veintiuno, 1996.

SCHMITT, Carl. A revolução legal mundial: superlegalidade e política. Lua Nova, São Paulo, n. 42, p. 99-117, 1997.

SCHMITT, Carl. Catolicismo romano y forma política. Tradução de Carlos Ruiz Miguel. Madrid: Tecnos, 2000.

SCHMITT, Carl. Il Nomos della terra nel diritto internazionale dello “jus publicum europaeum”. Milano: Adelphi, 1991.

SCHMITT, Carl. Legalidade e legitimidade. Tradução de Tito Livio Cruz. Belo Horizonte: DelRey, 2007.

SCHMITT, Carl. O conceito do político. Belo Horizonte; DelRey, 2009.

SCHMITT, Carl. Teologia política. Madrid: Trotta, 2009.

SEM AUTOR. Procurador Deltan Dallagnol prega mudanças na lei em igrejas e congressos. Estadão conteúdo. Disponível em: https://epocanegocios.globo.com/Brasil/noticia/2016/07/procurador-deltan-dallagnol-prega-mudancas-na-lei-em-igrejas-e-congressos.html. Acesso em 10 jul. 2019.

STAFFEN, Márcio Ricardo. Legislar por indicadores: a iniciativa legislativa brasileira anticorrupção conforme a influência de atores transnacionais. Revista de Informação Legislativa: Brasília, v. 56, n. 221, p. 169-193, mar. 2019. Disponível em: http://www12.senado.leg.br/ril/edicoes/56/221/ril_v56_n221_p169

STAFFEN, Marcio Ricardo. Superlegality, global law and the transnational corruption combat. Revista Brasileira de Direito, Passo Fundo, v. 14, n. 1, p. 111-130, abr. 2018. Disponível em: https://seer.imed.edu.br/index.php/revistadedireito/article/view/2491;

SUSINI, Marie-Laure. Elogio da corrupção. Os incorruptíveis e seus corruptos. Rio de Janeiro: Companhia de Freud, 2010.

TRANSPARÊNCIA Internacional. Índice de Percepção da Corrupção. Brasil. 2018. Disponível em: https://ipc2018.transparenciainternacional.org.br/. Acesso em 21 nov. 2019.

URIBE, Gustavo. Bolsonaro diz que indicará para vaga no STF ministro ‘terrivelmente evangélico’. Jornal Folha de São Paulo. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/poder/2019/07/bolsonaro-diz-que-indicara-para-vaga-no-stf-ministro-terrivelmente-evangelico.shtml. Acesso em 10 jul.2019.

VANNUCCI, Alberto. Atlante della corruzione. Torino: Gruppo Abele, 2012.

VANNUCCI, Alberto. Challenges in the study of corruption: approaches and policy implications. Revista Brasileira de Direito, Passo Fundo, v. 13, n. 1, p. 251-281, mar. 2017.

VILLACAÑAS, José Luis. La leyenda de la liquidación de la teologia política. In: SCHMITT Carl. Teología política. Madrid: Trotta, 2009.




DOI: https://doi.org/10.21783/rei.v6i2.472

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Marcio Ricardo Staffen

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

                                                                                                                     

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia