Pensando a partir de Bypasses Institutionais?

Amy J. Cohen

Resumo


Às vezes, o caminho mais promissor pare se mudar um sistema consolidado é desviar dele. Ou pelo menos é isso que argumentam os pesquisadores em direito e desenvolvimento Mariana Mota Prado e Michael J. Trebilcock, que desenvolvem a ideia de bypass institucional – um caminho alternativo para se desempenhar alguma função ou serviço mal prestado pelo Estado. Com o conceito de bypass institucional, Prado e Trebilcock propõem uma abordagem de reforma gradual, modesta, dinâmica, contextual e passível de ser revisada. Igualmente, defendem uma abordagem à governança política que favorece competição regulatória, descentralização e flexibilidade. Por meio de estudos de caso ricos em detalhes, Prado e Trebilcock também esclarecem as diferentes consequências materiais de bypasses institucionais específicos, recomendando os elementos procedimentais do bypass apenas quando estes funcionam na ponta, aos olhos de seus usuários.


Palavras-chave


bypasses intitucionais; desenhos institucionais; governança experimental

Texto completo:

PDF

Referências


Cohen, Amy J. 2009. “Revisiting against Settlement: Some Reflections on Dispute Resolution and Public Values Symposium - Against Settlement: Twenty-Five Years Later.” Fordham Law Review 78 (3): 1143–70.

———. 2018. “Transnational Legal Methodology and Domestic Markets for Food.” Transnational Legal Theory 9 (3–4): 361–70.

———. 2019. “Moral Restorative Justice: A Political Genealogy of Activism and Neoliberalism in the United States.” Minnesota Law Review 104 (2): 889–954.

Cohen, Amy J., e Jason Jackson. s.d. “How Markets Make States: Multinational Supermarkets in the Indian Bazaar (under Review).”

Fiss, Owen. 1979. “The Forms of Justice.” Harvard Law Review 93 (January): 1–58.

———. 1984. “Against Settlement.” Yale Law Journal 93 (January): 1073–90.

Prado, Mariana Mota, e Michael Trebilcock. 2019. Institutional Bypasses: A Strategy to Promote Reforms for Development. Cambridge: Cambridge University Press.

Ramraj, Victor V. 2019. “International Institutional Bypasses and Transnational Non-State Regulation.” Transnational Legal Theory 10 (3–4): 295–317. https://doi.org/10.1080/20414005.2019.1644796.

Resnik, Judith. 2003. “For Owen M. Fiss: Some Reflections on the Triumph and the Death of Adjudication.” University of Miami Law Review 58 (January): 173–200.

Sabel, Charles. 2012. “Dewey, Democracy, and Democratic Experimentalism.” Contemporary Pragmatism 9 (2): 35–55.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Amy J. Cohen

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

                                                                                                                     

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia